quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Está grávida e tem dor lombar?





A lombalgia (dor na região lombar) é bastante comum na grávida. A explicação, para este facto, poderá estar no aumento da hormona relaxina (que ajuda a preparar fisicamente a mulher para o momento do parto) e que, juntamente com as alterações posturais, poderá estar na origem da maioria dos casos de lombalgia durante a gestação.
O aumento da curvatura lombar (hiperlordose), com a laxidão ligamentar (provocada pelo aumento da relaxina), provoca maior stress na região lombar.
Vários são os cuidados diários que pode ter para prevenir ou aliviar as suas queixas:
- Evitar ao máximo as atividades com cargas excessivas. Estudos apontam um aumento de incidência de lombalgia nas gestantes que realizam atividades com cargas elevadas;
- Promover a alteração de posturas. Não deve manter-se muito tempo na mesma posição. Se o seu trabalho assim a obriga, faça por realizar pequenas mudanças de posição (espreguiçar é geralmente um ótimo exercício);
- Pratique atividade física regular. Caso esteja no primeiro trimestre, só é aconselhado manter a atividade física nas mulheres que já anteriormente o faziam. Para todas aquelas que não praticavam, após os 3 meses de gestação poderão iniciar caminhadas ou então outras atividades físicas, sempre acompanhadas por profissionais com competências na área;
- Utilizar soutiens que suportem bem a mama (com alças largas e copas adequadas). Ajuda a mãe a não alterar a postura com a projeção dos ombros para a frente (pelo aumento do volume e peso das mamário);
- O calçado deverá ser confortável, evitando os saltos altos e de pouca estabilidade, isto porque não só aumenta a curvatura da coluna lombar (acentuando a hiperlordose), como também previne os entorses da tibiotársica (tornozelo) que devido ao aumento da laxidão tornam as articulações mais instáveis.
Caso as queixas se mantenham, fale com o seu médico e contacte um fisioterapeuta especializado.


Sem comentários:

Enviar um comentário