Andar descalço na infância traz saúde?

12:06


O Ser Humano constitui a espécie que domina a locomoção bípede, em consequência o pé do Homem tem vindo a evoluir de forma a servir de base a uma marcha especializada. Por si só o pé é composto por 26 ossos, 33 articulações e 19 músculos, dispostos de modo a formar um arco longitudinal capaz de suportar a carga, espalhar pelo pé as forças experimentadas durante a marcha e deste modo controlar o equilíbrio e o movimento. 

A maioria da bibliografia relata que o desenvolvimento do arco plantar ocorre principalmente entre os 6 e os 8 anos, ainda que haja referências relativas a alterações morfológicas importantes durante a adolescência. Estudos realizados revelam que o calçado pode interferir com a capacidade funcional do pé humano com consequente alteração da marcha, por outro lado sugere-se que andar descalço reforça os músculos plantares, melhora a mobilidade do pé e aumenta a área de contato da planta ao solo, pelo que a distribuição das pressões é mais uniforme e numa maior área o que pode reduzir o risco de alterações anatómicas e funcionais do pé durante o desenvolvimento e em consequência na idade adulta.


Os pés são um dos principais elementos de equilíbrio do corpo, os seus receptores recebem e enviam estímulos para o sistema nervoso, que os processa e que por sua vez envia informação no sentido descendente, o que regula a pressão e a distribuição da carga destes em relação ao solo e ao centro de gravidade. Visto isto as informações podais regulam não só a sua a posição como também dos outros segmentos do corpo, pelo que qualquer alteração destes pode conduzir a modificações da postura e possíveis sintomas à distância.


Podemos ainda fazer referência à capacidade do pés respirarem quando descalços e deste modo evitar ou reduzir a incidência de fungos que se desenvolvem em ambientes mais húmidos e quentes.
Visto isto, defende-se que é positivo proporcionar momentos de pé descalço às crianças e adolescentes de forma a melhor desenvolver a arcada plantar e proporcionar força muscular, uma melhor mobilidade e distribuição da carga por todo o pé prevenindo deformações dos pés e corpo, em particular coluna. Deste modo, pode ainda prevenir o aparecimento de fungos dos pés e unhas. Podemos ainda referir o prazer que as crianças sentem quando andam descalças, o que pode proporcionar momentos de relaxamento.



Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.