terça-feira, 27 de setembro de 2011

Physioclem no X congresso da SPAT









Nos passados dias 22 e 23 de Setembro, a Physioclem esteve presente X Congresso da Sociedade Portuguesa de Artroscopia e Traumatologia Desportiva, tendo apresentado um trabalho sobre a intervenção da fisioterapia no conflito Antero-Externo da Tibio-társica. Partilhamos um pequeno resumo da comunicação. Se alguém estiver interessado em mais detalhes, pode-nos contactar por e-mail.
Autores: Luís Nascimento e Marco Clemente

Titulo da palestra: Fisioterapia no conflito Antero-Externo da Tibio-társica
Objetivo: Contribuir com um plano de intervenção em fisioterapia para reabilitação conservadora no conflito Antero-Externo da Tibio-Társica.








Foto 1 e 2 - Preleção do Fisioterapeuta Luís Nascimento no X Congresso da SPAT

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Perturbações do equilibrio na 3ª idade






A manutenção do equilíbrio corporal é uma função extremamente complexa e envolve diversos órgãos e sistemas. Os principais sensores do sistema do equilíbrio localizam-se no labirinto (ouvido interno), nos olhos, na pele e nos músculos e nas articulações. O labirinto informa sobre a direção dos movimentos da cabeça e do corpo (para cima, para baixo, de um lado para o outro, para frente, para trás e rotações); os olhos informam sobre a posição do corpo no espaço; a pele informa sobre qual a parte do corpo que está em contacto com uma superfície; os músculos e articulações (sistema proprioceptivo) informam sobre os movimentos e quais as partes do corpo nelas envolvidas.
Com o passar dos anos, o organismo humano passa por um processo natural de envelhecimento, gerando modificações funcionais e estruturais, diminuindo a vitalidade e favorecendo o aparecimento de doenças. Ocorre, assim, um desgaste natural ao nível destas estruturas, comprometendo a habilidade do sistema nervoso central em realizar o processamento dos sinais vestibulares, visuais e proprioceptivos responsáveis pela manutenção do equilíbrio corporal. Diminui também a capacidade de modificações dos reflexos adaptativos. Estes processos degenerativos são responsáveis pela ocorrência de vertigem e/ou tontura e de desequilíbrio na população geriátricaEm mais de metade dos casos, o desequilíbrio aparece entre os 65 e os 75 anos. Cerca de 30% dos idosos apresenta os sintomas nesta fase da vida. As manifestações dos distúrbios do equilíbrio corporal têm grande impacto para os idosos, podendo conduzir ao isolamento social e à diminuição acentuada da qualidade de vida. Em muitos casos, as fraturas decorrentes das quedas levam o idoso à institucionalização ou à debilidade física, o que aumenta as probabilidades de adquirir outras doenças e acarreta altos custos com os tratamentos de saúde.


A correta investigação das causas, que leva aos distúrbios do equilíbrio, envolve um historial clínico completo da pessoa. Os médicos recomendam atenção e vigilância para com as pessoas que apresentam sintomas de distúrbios de equilíbrio, como: tonturas, náuseas e suores frios, impressão de queda, sensação de flutuação, zumbidos na cabeça ou no ouvido, diminuição de audição, dificuldade de concentração, desconforto com sons intensos e fadiga física e mental.

Sabendo-se que na população geriátrica a ocorrência de tontura (rotatórias ou não), desequilíbrio e quedas são queixas frequentessublinha-se a necessidade de atuação, visando a identificação dos fatores de risco de quedas e a sua prevenção. A Fisioterapia desenvolve uma intervenção direcionada para este problema, através da implementação de Programas de Mobilidade e Prevenção de Quedas, assentes na prática de atividade física adaptada, de forma regular e direcionada para a melhoria e/ou recuperação do equilíbrio, cujos objetivos gerais visam: 

· Desenvolver e aperfeiçoar as estratégias de equilíbrio mais adequadas e eficazes;
· Aumentar os limites de estabilidade;
· Reduzir ou, se possível, eliminar o medo de cair;
· Incentivar a atividade e o dia a dia;
· Aperfeiçoar a segurança, autonomia e independência do idoso e, deste modo, melhorar a sua qualidade de vida. 

O atendimento domiciliário assume também um papel importante na abordagem da Fisioterapia à 3ª idade, porque permite a observação real desta franja da população. Verificando as suas atividades diárias e as suas limitações, é mais fácil proceder ao encaminhamento e orientações de cada caso. O Fisioterapeuta deverá enfatizar as consequências de possíveis quedas e fornecer orientações sobre autonomia e segurança, podendo disponibilizar catálogos com material adaptado a cada doente e respetiva habitação, de acordo com as suas necessidades expressas. Pode ainda, elaborar um folheto com as mudanças que devem ser efetuadas na habitação, bem como apontar conselhos práticos para um dia a dia mais seguro (colocar uma luz de presença no quarto de dormir, tapete antiderrapante na banheira, ou mesmo um banco para se sentar durante o banho, retirar fios elétricos do chão, tapetes).

É necessário que os idosos participem em programas educativos e pratiquem regularmente exercício. Para isso, deve restabelecer-se a segurança e a autoestima; promover a reeducação funcional; aumentar a força muscular; o equilíbrio; a coordenação e a propriocepção; trabalhar a marcha (se necessário, com o uso de auxiliares); além de exercícios de transferência de peso. 

O Fisioterapeuta intervém com base em conhecimentos e recursos específicos, com o intuito de melhor compreender os fatores responsáveis pela perda ou distúrbio do equilíbrio e consequente alteração da qualidade de vida e bem-estar nos idosos. Deverá contribuir para a consciencialização desta faixa etária quanto à importância da prevenção através da prática regular de exercício físico, exercendo o seu papel de agente promotor de saúde e colaborando para um envelhecimento bem sucedido. 

sexta-feira, 16 de setembro de 2011

Physioclem presta serviço de Fisioterapia ao Domicílio








A fisioterapia avalia, previne e trata os distúrbios do movimento humano decorrentes de alterações de órgãos e sistemas humanos. Atua nas mais diferentes áreas com procedimentos, técnicas, metodologias e abordagens específicas que têm como principal objetivo tratar, minimizar e prevenir as mais variadas disfunções. Um ponto fundamental na perspetiva da fisioterapia é a funcionalidade do indivíduo durante a execução das suas atividades da vida diária (AVD's).
Um dos locais de atuação do fisioterapeuta é no domicílio do utente, com intervenção em qualquer especialidade, nomeadamente em casos de ortopedia (fraturas, colocação de próteses, entre outros), neurologia (AVC, Parkinson, paralisia cerebral, entre outros), respiratória (bronquiolites, Doença Pulmonar Obstrutiva Crónica – DPOC, derrame pleural) reumatologia (artroses, artrite reumatoide), ginecologia e obstetrícia (preparação para o nascimento e pós-parto, incontinência urinária feminina e masculina).
De igual modo, a fisioterapia no domicílio pode ser realizada a qualquer grupo etário desde a pediatria, como por exemplo em casos de bronquiolites, asma, paralisia cerebral, torcicolo congénito, até à geriatria, quer na reabilitação de casos neurológicos, ortopédicos, respiratórios, distúrbios na marcha e equilíbrio relacionados com a idade, quer na prevenção de sequelas de imobilização e acamamento prolongado.

Vantagens do tratamento de fisioterapia ao domicílio: 

  • A recuperação do utente ocorre no conforto do seu lar, com mais privacidade e sem necessidade de se deslocar, especialmente em casos em que a deslocação é condicionada, tanto a nível físico como ambiental; 
  • Poupa tempo e economiza em transportes, como também deixa de estar dependente de terceiros para essa deslocação; 
  • Atendimento com flexibilidade de horário e mais personalizado, com possibilidade de treino de tarefas funcionais no meio em que está inserido, conseguindo assim conhecer os fatores de risco existentes (por exemplo: móveis, tapeçarias, entre outros que possam colocar em risco ou impedir a capacidade de deslocação do utente dentro de casa de forma segura) e criar estratégias para os minimizar;
  • Torna o utente mais autónomo nas suas AVD's uma vez que este será treinado nessas mesmas atividades em contexto real.
Além destas vantagens, a realização de fisioterapia ao domicílio permite, em casos de dependência mais elevada, educar e capacitar o cuidador responsável a efetuar com segurança e corretamente posicionamentos no leito e no cadeirão para evitar feridas, transferências da cama para um cadeirão/banheira/carro, vestir e despir o utente, entre outras atividades/tarefas que o cuidador tenha dificuldade em desempenhar de forma a prevenir quedas ou mesmo lesões em si próprio.
Alguns estudos revelam que a fisioterapia ao domicílio torna os cuidadores mais orientados, esclarecidos a respeito da doença, sentindo-se mais satisfeitos e menos cansados ao cuidar dos seus familiares. Esses estudos mostram ainda que os cuidadores dos pacientes com apoio de fisioterapia ao domicílio têm uma visão mais otimista do quadro clínico, bem como se sentem mais motivados ao lidar com esses pacientes.
A fisioterapia ao domicílio deve ser estruturada considerando alguns fatores como as condições sociais de cada indivíduo, os equipamentos necessários para a sua reabilitação, identificação do cuidador do paciente em casa. Também é necessário ter em conta o efeito psicológico que as visitas do fisioterapeuta surtem na vida e no quotidiano dos pacientes, especialmente nos casos neurológicos, uma vez que, além da reabilitação física, estes pacientes desenvolvem a sensação de segurança e confiança.
A Physioclem presta os serviços de Fisioterapia ao Domicilio em todo o Distrito de Leiria (concelhos de Alcobaça, Alvaiázere, Ansião, Batalha, Bombarral, Caldas da Rainha, Castanheira de Pera, Figueiró dos Vinhos, Leiria, Marinha Grande, Nazaré, Óbidos, Pedrógão Grande, Peniche, Pombal, Porto de Mós) e nos concelhos de Ourém e Torres Vedras.




Jessica Dias
Fisioterapeuta Physioclem 

quarta-feira, 7 de setembro de 2011

Physioclem oferece Avaliação Postural gratuita




Para assinalar o Dia Mundial de Fisioterapia, a Physioclem, clínica de fisioterapia, osteopatia e bem-estar, vai promover nas suas clínicas de Alcobaça, Leiria, Caldas da Rainha e Torres Vedras, um Rastreio Postural Gratuito destinado a todos aqueles queiram saber mais sobre o estado da sua coluna.
Fruto do stress do dia a dia, das tensões musculares e fasciais, das más posturas adotadas e mesmo de fatores hereditários, é normal que o corpo adote posições inadequadas longe daquela que seria a posição anatómica ideal para permitir uma maior durabilidade das estruturas do corpo. A isto acresce ainda os microtraumatismos normais no decorrer das muitas atividades feitas no trabalho ou nas atividades feitas com mais frequência, como o desporto ou as tarefas de casa, os excessos de carga ocasionais e mesmo os erros alimentares e de hidratação, que trazem perturbações nas estruturas músculo-esqueléticas (micro-lesões) com a instalação de pequenos processos inflamatórios.
São cada vez mais os casos de crianças e de jovens com alterações posturais graves que nos chegam. Se não forem diagnosticadas e tratadas atempadamente, podem originar uma danificação progressiva das estruturas do corpo em regiões muito específicas e assim a instauração da patologia músculo-esquelética.
Ao fazer uma avaliação muito pormenorizada da postura e movimento do corpo, é-nos possível ter uma ideia muito concreta sobre os locais nos quais há maior probabilidade de surgir patologia. Se conseguirmos evitar as alterações do alinhamento, através da restauração da mobilidade normal, libertação das tensões musculares e fasciais e de aderências causadas pelos micro-traumatismos e promovendo uma postura mais correta, podemos evitar a instalação da patologia músculo-esquelética. Este trabalho preventivo é de extrema importância e tem vindo a ser defendido há muitos séculos, especialmente pelas culturas orientais, através de técnicas de movimento e massagem. No ocidente, tem havido um desinvestimento na prevenção e investimento apenas no aspeto curativo da saúde.
A consulta de “Avaliação Postural” consiste num processo pelo qual o fisioterapeuta avalia a postura do utente com o objetivo de identificar alterações posturais que podem estar na origem de muitos dos problemas instalados ou que se possam vir a instalar. Cada vez mais se tem vindo a perceber que muitas das alterações da postura que se vão instalando ao longo da vida em consequência de uma má atitude, mau posicionamento ou após um acidente ou episódio traumático, estão na origem de grande parte da sintomatologia.
A avaliação postural consiste na recolha de dados através de:
• escalas de funcionalidade;

• qualidade de vida e quantificação da dor;

• recolha de imagens através de fotografia e com posterior análise das várias posturas através do programa SAPO (software para avaliação postura);

• recolha de dados através do Spinal Mouse. No final da sessão, será entregue um relatório completo que pode e deve ser partilhado com outros profissionais de saúde, como o médico de família.

O que é O Spinal Mouse?

O Spinal Mouse é um dispositivo computorizado usado para medir a forma da coluna e a sua mobilidade global e inter-segmentar em diferentes planos por um método não evasivo. Não substitui qualquer outro exame, mas permite uma medição rápida, fácil, objetiva e pouco invasiva da coluna torácica, lombar e sagrada/ancas separadamente.
Este aparelho pode ter aplicação clínica na avaliação de deformidades estruturais como Scheurman´s, cifose osteoporótica, escoliose ou síndrome “flat back” ou na monitorização de distúrbios de movimento em conexão com desordens da coluna como hérnias discais, dor lombar mecânica, instabilidade da coluna, entre outros ou pode ser utilizado em áreas ergonómicas ou locais de trabalho. Também pode ser utilizado na avaliação das curvas da coluna associados a posturas comummente adotadas durante o desempenho das tarefas.

O que é SAPO?

O SAPO é um Software de Avaliação Postural, desenvolvido pela Universidade de São Paulo, que tem como objetivo “ajudar os profissionais de saúde na mensuração da posição, comprimento, ângulo e alinhamento, entre outras propriedades, dos segmentos corporais de um indivíduo.” A partir de fotografias digitalizadas do indivíduo é feita a mensuração da avaliação postural. O SAPO não pretende substituir exames, como por exemplo, raios-X ou análise dinâmica da marcha.


Não deixe de marcar a sua consulta de Postura na Physioclem e descubra mais sobre o estado da sua coluna e o que fazer para evitar problemas de saúde futuros.