segunda-feira, 17 de fevereiro de 2014

Alguma vez sentiu dor no ombro?










A ocorrência de dor no ombro é um problema que afeta um elevado número de pessoas, sendo o segundo problema músculo-esquelético com maior prevalência a seguir à dor lombar. Queixas como dificuldade em manter o braço na mesma posição durante muito tempo, dor na elevação do membro superior, dificuldade em dormir sobre o braço e presença de dor durante algumas atividades desportivas, são queixas comuns.
Para compreender porque é que o ombro é um local de dor tão frequente, é importante perceber como é que ele funciona.
O complexo articular do ombro é constituído por três articulações ósseas (gleno-umeral, esternoclavicular e acrómio-clavicular) e duas funcionais (escapulo-torácica e sub-deltoideia). O seu amplo movimento é possível devido à ação de 20 músculos a que está ligado, existindo também uma grande quantidade de ligamentos que ajudam a reforçar as articulações.
O ombro apresenta um elevado grau de mobilidade, sendo a ponte de união entre o eixo central do nosso corpo, a coluna vertebral e o membro superior. Deste modo, permite posicionar o membro superior no espaço para que seja possível usar a mão de forma funcional no dia a dia. Para que esta mobilidade seja possível de forma segura, o ombro necessita também de contar com estruturas que lhe assegurem alguma estabilidade: músculos estabilizadores e sistema de ligamentos.
As diferentes estruturas podem ser afetadas por várias razões e causar dor, por sobreuso, degeneração, alterações de alinhamento devido a má postura e traumatismos. É importante compreender cada caso, avaliar qual a origem da dor e o que pode ser modificado para melhorar as queixas.
Para qualquer questão, contacte-nos.

Faça um pré-diagnóstico: http://www.physioclem.pt/pt/prediagnostico/1/ombro

Sem comentários:

Enviar um comentário