quinta-feira, 10 de março de 2016

Sénior com saúde e fisicamente ativo? Sim, é possível!

 
 


 

Imagine que tem a possibilidade de tomar um medicamento que lhe traz, efetivamente, mais saúde. Um medicamento que melhora o seu sistema respiratório, a circulação, torna o coração mais saudável, a tensão arterial mais regulada, que controla o excesso de peso (e com isso previne muitos problemas de saúde), que controla a sua glicémia (níveis de açúcar no sangue, diabetes), que melhora o trânsito intestinal, que estimula o sistema que controla as hormonas e o sistema imunitário (que o protege das doenças), que traz ossos mais resistentes, músculos mais fortes, melhor equilíbrio, que aumenta os níveis de autoconfiança, autoestima, que reduz o stress e sintomas depressivos, que melhora as capacidades cognitivas, e que... atrasa o processo de envelhecimento!
Este “medicamento” existe e com a vantagem adicional de ter poucos efeitos adversos, desde que “tomado” de forma moderada. O efeito tornar-se evidente desde o início. O seu único problema é que demora a “tomar”. Trata-se de atividade física. Deve ser “tomado” cerca de duas a três vezes por semana, durante cerca de 45 minutos. A vantagem de uma prática regular de exercício é absolutamente indiscutível entre a comunidade científica, razão pelo qual é tão recomendada.
O nosso corpo foi “feito” para estar em movimento. Grande parte das suas funções precisa de níveis de atividade mais elevados, seguidos de períodos de repouso. Como tudo na vida, é preciso um ritmo.
No processo normal de envelhecimento, ocorre uma degeneração ou perda da função gradual em todos os sistemas corporais. A realização de atividade física regular, ao interferir em todos os nossos sistemas, acaba por ajudar a retardar este processo de envelhecimento.
Para dar vida aos anos, é fundamental fazer exercício, brincar um pouco todos os dias, sorrir, ser feliz.
Sénior com saúde e fisicamente ativo? Sim, é possível! Pode ter oitentas e fazer umas corridinhas, brincar com os netos e bisnetos, fazer trabalhos intelectualmente exigentes e ter uma vida cheia de motivação.
 
Marco Clemente
Fisioterapeuta/Osteopata Physioclem
 
 
 

Sem comentários:

Enviar um comentário